Home » Blog » A falta de conexão entre programas baseados na abstinência e o uso da Entrevista Motivacional no tratamento de transtornos por uso de substâncias

A falta de conexão entre programas baseados na abstinência e o uso da Entrevista Motivacional no tratamento de transtornos por uso de substâncias

 

A Entrevista Motivacional foi introduzida pela primeira vez há quase três décadas e usadas para tratar uma série de problemas, incluindo transtornos por uso de substâncias (SUDs). O tratamento de SUDs é complexo e não existe uma filosofia universal de tratamento. Em vez disso, ao longo da história das disciplinas, surgiram duas filosofias distintas de tratamento: abstinência total e redução de danos. Neste artigo, os autores discutem como a entrevista motivacional se alinha com as abordagens de redução de danos e como a entrevista motivacional não pode ser usada em sua fidelidade em programas baseados em abstinência, apesar de muitos programas baseados em abstinência alegarem fazê-lo. Os autores destacam exemplos da desconexão entre programas baseados na abstinência e os quatro princípios principais da entrevista motivacional: (1) enfatizar os rótulos usados ​​no tratamento, (2) aumentar a responsabilidade individual, (3) aumentar a atribuição interna (ser responsável pela própria situação) e mudanças futuras, em vez de colocar a responsabilidade em fatores externos) e (4) aumentar a consciência da dissonância cognitiva (encontrar consistência entre desejos e ações). A entrevista motivacional, quando usada em sua fidelidade, tem demonstrado consistentemente eficácia na redução do uso problemático de drogas, melhora no envolvimento e a adesão ao tratamento e aumento da qualidade de vida geral. Como resultado, os autores incentivam serviços e conselheiros que tratam SUDs a utilizar uma filosofia de redução de danos em combinação com a Entrevista Motivacional para melhorar atender os clientes.

Referência:

John Robert Gallagher & Traci Bremer (2018) A Perspective from the Field: The Disconnect between Abstinence-Based Programs and the Use of Motivational Interviewing in Treating Substance Use Disorders, Alcoholism Treatment Quarterly, 36:1, 115-126, DOI: 10.1080/07347324.2017.1355223