Home » Blog » Comprometimento com a Mudança

Comprometimento com a Mudança

No momento em que o cliente estiver determinado a mudar, faz-se necessário mudar de estratégia, de forma a ajudá-lo a fortalecer seu compromisso. Não existe um momento ideal. Nesta fase o cliente está pronto para mudar e o principal objetivo é auxiliar a confirmar e justificar a decisão de mudança é importante reconhecer alguns sinais indicativos de prontidão do cliente para a mudança, descritos a seguir:

 

  • Reconhece a disposição para a mudança;
  • Menor resistência: o cliente para de argumentar, negar, interromper;
  • Menos perguntas sobre o problema: existe uma sensação de conclusão;
  • Resolução: o cliente pode parecer mais calmo, por já ter tomado uma decisão;
  • Pode-se seguir um momento de angústia e emotividade;
  • Afirmações automotivacionais: o cliente faz afirmações que refletem o reconhecimento do problema, a preocupação, a abertura à mudança e o otimismo;
  • Mais perguntas sobre a mudança: pergunta o que pode fazer, como mudar;
  • Visualização do futuro: fala sobre como a vida poderia ser após a mudança, antecipa dificuldades se a mudança fosse feita, ou discute as vantagens de mudar;
  • Experimentação: pode começar a experimentar mudar (ir a encontros dos Alcoólicos Anônimos, ficar sem beber alguns dias, ler um livro de autoajuda).

Nessa fase, o profissional necessita negociar um plano de tratamento com metas específicas, levando em consideração as opções de mudança do cliente, incentivando a elaboração de um compromisso. Uma vez atingida essa segunda fase, a maior parte do trabalho de EM foi feito. A partir daqui, o papel do profissional é ser um facilitador. Ao mesmo tempo, deve cuidar para não dar direcionamento insuficiente ao cliente, deixando-o perdido.

Referência: Miller, W. R.; Rollnick, S. Motivational Interview – helping people change. 3. ed. New York: The Guilford Press, 2013.