Home » Blog » Correlatos distintos de empatia e compaixão sobre Burnout e sintomas afetivos em profissionais de saúde e alunos

Correlatos distintos de empatia e compaixão sobre Burnout e sintomas afetivos em profissionais de saúde e alunos

Aline Romani-Sponchiado, Matthew R. Jordan,0 Argyris Stringaris,0 Giovanni A. Salum
 
As causas das altas taxas de sofrimento psíquico entre os profissionais de saúde e os alunos são em grande parte desconhecidos. Os profissionais de saúde respondem a quem está em perigo com empatia (sentir o que os outros sentem) ou compaixão (preocupar-se com os outros). Este estudo tem como objetivo investigar se empatia e compaixão são características distintas e como ambas as características estão associadas ao afeto (sintomas de esgotamento, depressão, ansiedade e raiva) em alunos de graduação e profissionais de medicina, psicologia e enfermagem.
Métodos: Uma amostra de 464 alunos e profissionais preencheu um protocolo online com um questionário de dados sociodemográficos e questionários de autorrelato cobrindo as variáveis de interesse.Resultados: Os resultados indicaram que a empatia está associada a um maior afeto negativo, enquanto a compaixão está associada a um afeto negativo inferior, o que sugere que são traços diferentes.
Conclusão: Os resultados fornecem novas evidências de que o bem-estar dos profissionais de saúde pode ser afetado de maneira diferente, dependendo de traços socioemocionais relevantes para a conexão emocional.


 
 
Referência : Romani-Sponchiado A, Jordan MR, Stringaris A, Salum GA. Distinct correlates of empathy and compassion with burnout and affective symptoms in health professionals and students. Braz J Psychiatry. 2020;00:000-000. http://dx.doi.org/10.1590/1516-4446-2020-0941
 


 

Área de anexos



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*