Home » Blog » Utilização da Entrevista Motivacional na modelagem de vítimas da violência masculina

Utilização da Entrevista Motivacional na modelagem de vítimas da violência masculina

A entrevista motivacional (EM) é um método de aconselhamento baseado em evidências que se espalhou rapidamente na Suécia nas últimas duas décadas, com a finalidade de capacitar os indivíduos a mudarem situação de vida. Através de entrevistas com uma amostra de pessoas engajadas no trabalho de vítimas de violência dos homens contra as mulheres, este artigo examina o uso de EM neste contexto. Analisando as entrevistas do ponto de vista da governabilidade, sugere-se que a EM seja uma abordagem capaz de produzir um conhecimento intenso no sujeito feminino, capaz de fazer as escolhas “certas” e, posteriormente, “escolher” para evitar a violência. Embora isso possa ser benéfico para alguns, a análise sugere que isso coloca a responsabilidade primária na mulher, sujeita a violência por sua situação. Esta por sua vez, pode aumentar o risco de culpa de quem não pode seguir com seu compromisso, e renunciar ao papel e responsabilidade do profissional que pode ajudá-la na promoção de saúde e bem-estar. Além disso, o foco unilateral no indivíduo em grande parte ignora o contexto circundante, o que pode obscurecer a responsabilidade dos homens por violência. Isto pode em última análise, enfraquecer a formação do sujeito político coletivo na experiência de violência nas mulheres.

Referência:

Marcus Lauri. Motivational Interviewing as Governmentality: Shaping Victims

of Men’s Violence into Responsible Subjects? NORA—NORDIC JOURNAL OF FEMINIST AND GENDER RESEARCH, 2019, VOL. 27, NO. 2, 112–124. https://doi.org/10.1080/08038740.2019.1588374