Home » Blog » Como comunicar a prevenção: Motivar para a Mudança

Como comunicar a prevenção: Motivar para a Mudança

O usuário de substâncias é sempre um cliente desafiador frente a um profissional, sobretudo na adolescência. Vinte anos de pesquisa revelou que a maior proporção de bebedores pesados e pessoas com transtornos relacionados ao álcool e outras substâncias engloba mais de 90% de todos os estudantes universitários matriculados, a maioria destes, entre as idades de 18 e 21 anos. Bebedores de álcool são mais propensos a terem sido insultados por terceiros; confrontados com investidas sexuais não desejadas; vítimas de estupro ou agressão sexual; envolvimento em brigas e discussões;  tiveram seus bens danificados; atividade sexual não planejada; apresentaram maior suscetibilidade de contrair doenças sexualmente transmissíveis; maior risco de serem vítimas de ferimentos fatais ou de provocarem ferimentos fatais; bem como, dirigirem embriagados.

Vale destacar que neste contexto, os jovens sempre irão interagir com pessoas que estarão preocupadas com sua saúde e integridade. Estas pessoas, na maioria das vezes, não serão especialistas em Dependência Química, mas por outro lado, sabemos que pessoas com pouco ou nenhum conhecimento na área podem impactar positivamente estes jovens. Daí a importância do profissional seja no contexto da educação, saúde,  empresarial, social ou da justiça atentar-se a postura e a maneira de acolher a pessoa, que involuntariamente ou por procura espontânea, procura ajuda: o que varia é a forma de se expressar.

A questão é como causar este impacto positivo?

Não é uma pergunta simples de ser respondida, mas a forma pode ser fácil desde que saibamos ouvir e expressar real aceitação e preocupação com a pessoa que está a nossa frente, ao valorizar suas potencialidades, apoiar sua autonomia e enfatizar seus valores. A Entrevista Motivacional é uma abordagem e aconselhamento que envolve escuta e comunicação efetiva entre aquele que almeja ajudar e aquele que precisa ser orientado.

As premissas básicas que auxiliam o profissional na prática da EM são:

  • Empatia, congruência, espírito colaborativo são fundamentais para o aumento da motivação para a mudança;
  • Adoção de um estilo calmo e eliciador;
  • Considera a ambivalência natural: a motivação para a mudança deve ser eliciada no cliente e não imposta;
  • O relacionamento cliente-profissional deve ser colaborativo e amigável;
  • A resistência pode ser reduzida ou aumentada pelas interações interpessoais: o profissional é direcional em auxiliar o cliente a examinar e resolver sua ambivalência;
  • Os clientes são responsáveis pelo seu progresso: o profissional ­atua como um facilitador no processo, estimulando e apoiando a auto eficácia do cliente.

One thought on “Como comunicar a prevenção: Motivar para a Mudança

Comments are closed.