Projetos Preventivos

cuida-projetoCUIDA – CENTRO UTILITÁRIO DE INTERVENÇÃO E APOIO AOS FILHOS DE DEPENDENTES QUÍMICOS

Espaço comunitário, situado na região do Jardim Ângela, que oferece tratamento especializado a crianças e adolescentes que convivem diretamente com dependentes químicos.

No Brasil, este tipo de serviço inexiste uma vez que a maioria dos serviços aborda apenas familiares, que em grande parte são esposas ou maridos, pais e/ ou filhos adultos.

VISÃO:
Propiciar oportunidades para o desenvolvimento de crianças e adolescentes, diminuindo os prejuízos e danos biopsicossociais causados em decorrência do convívio com dependentes químicos em seus lares.

MISSÃO:
Diminuir os fatores de risco que interferem no desenvolvimento biopsicossocial de crianças e jovens que convivem com a dependência química em seus lares. E aumentar os fatores de proteção, capacitando essas crianças e jovens para uma integração social e comunitária que lhes facilite a realização de seu potencial enquanto cidadão, com saúde e dignidade.

VOCAÇÃO:
Uma equipe multidisciplinar de profissionais que conta com a colaboração ativa de membros interessados da comunidade local, preocupados com as conseqüências vividas pelas crianças e jovens que convivem com a dependência química em seus lares.

HISTÓRICO:
• Este serviço assistiu 1109 crianças e adolescentes e familiares
• Atuação: Set/2001 à Agosto/2012
• Financiamentos: 09/2001 – 12/2003 por meio do Convênio com o CMDCA / Prefeitura do Município de São Paulo ; 2004: Financiamento pela Sociedade Santos Mártires; 15/09/2004 até 09/2011: Financiamento pela SMSaúde – Portaria Caps AD
• Apoios: UNIFESP, Assoc. Comercial de São Paulo, Pro-Vida, Maçonaria e voluntários

R. Francisco Mayer Júnior, 980
Vila Santa Lucia – Jd Ângela
CEP: 04940-060
Telefone: (11) 5833-8234
www.cuida.org.br

 

LogoINDEPENDÊNCIA

O Independência é um projeto de prevenção ao abuso de álcool, tabaco e drogas desenvolvidos e criado por profissionais da UNIAD especializados em Dependência Química (Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas do Departamento de Psiquiatria da Escola Paulista de Medicina).

Foi especialmente criado para proporcionar aos professores, educadores, orientadores educacionais e profissionais de ensino em geral conhecimentos sobre prevenção do consumo de substâncias psicoativas, bem como recursos para o desenvolvimento de atividades preventivas com os jovens.

Tem como objetivos:

Prevenir e reduzir o consumo, abuso e dependência de substâncias psicoativas entre os jovens, diminuindo a violência nas escolas.

Oferecer aos professores e profissionais de educação informações básicas sobre prevenção do consumo de substâncias

Capacitar os profissionais de educação a agir preventivamente em relação aos seus alunos realizando com eles oficinas preventivas.

Para mais informações, clique AQUI.

 

 

foliaFOLIA

No decorrer do trabalho do “Independência Educação”, foi percebida a necessidade de trabalhar de forma mais direta com os adolescentes. Com apoio e financiamento do Consulado Americano de São Paulo para treinamento, nos EUA (Teen Institute), foi introduzido o trabalho de Capacitação de Líderes de Atitude, de modo a fortalecer a proposta preventiva já iniciada com o “Independência Educação”. Foram realizados dois eventos do FOLIA® nos anos de 2002 e 2004, capacitando 65 líderes que transmitem a mensagem preventiva em suas comunidades locais.

O FOLIA trabalha a prevenção por meio da valorização de fatores de proteção, como: uso construtivo do tempo, compromisso com o aprendizado, valores internos positivos, sociabilidade, identidade positiva e prevenção ao consumo de álcool, tabaco e drogas. Os jovens recebem um treinamento de três dias, visando a fortalecer a sua auto-estima, a habilidade de comunicação, o resgate de valores, a qualidade de vida e a aquisição de informações sobre álcool, tabaco e drogas. Este programa em atuação conjunta com o “Independência Educação”, ganhou reconhecimento internacional, tendo sido premiado pela Mentor Foundation em meio a 146 outros projetos oriundos de mais de 40 países.

Tem como objetivos:

Valorizar as habilidades naturais das lideranças jovens.

Formar lideranças jovens capazes de implementar ações preventivas nas escolas e na comunidade onde vivem.

Elaborar plano de ação com os jovens a ser implantado nas escolas de maneira a torná-las mais saudáveis e atrativas.

Mostrar para o jovem que é possível se divertir sem usar álcool, tabaco e outras drogas.

 

Para mais informações, acesse http://www.uniad.org.br/projetos/folia

 

 

PREMIAÇÃO: MENTOR ACHIEVEMENT AWARD 2003

Concorreu com 146 programas internacionais e o Projeto Independência (Escolas e Jovem – FOLIA) foi classificado entre os 3 ganhadores.

Histórico:

• 52 entidades assistidas
• 375 profissionais capacitados
• Capacidade das escolas: 15.037 alunos de 5ª a 8ª séries.
• Atuação: set/2001 à dez/2002. A partir de 2003 – voluntário até dez/2005.
• Financiamento: FUNCAD
• Apoios: UNIFESP / UNIAD e Embaixada Americana

Atualmente este programa é aplicado na rede municipal de ensino na cidade de Joinville, desde 2006.

O Projeto Jovens de Atitude, desenvolvido pelo ICRH com o apoio da Secretaria Municipal de Educação, prevê ações educativas focadas na prevenção ao uso de bebidas alcoólicas, tabaco e outras drogas e voltadas à valorização da vida, promoção da saúde e construção de valores pessoais com envolvimento comunitário.

O conteúdo do programa, realizado com jovens e adolescentes, tem como base um projeto do Uniad (Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas da Universidade Federal de São Paulo), que por sua vez adaptou para a realidade brasileira o programa norte-americano do Teen Institute, aplicado em New Orleans. Essencialmente, desenvolve ações educativas dirigidas à prevenção do uso de bebidas alcoólicas, tabaco e outras drogas.

Os jovens de 6ª à 9ª séries conhecem e debatem questões ligadas à sexualidade, comunicação, valores, cidadania, qualidade de vida e mitos e verdades sobre álcool e drogas. A expectativa é que esse grupo dissemine, através da sua liderança e atitude, os conceitos de promoção da saúde e valorização da vida a todos os colegas.

Maiores informações: http://www.icrh.com.br/projetos

 

Projetos Preventivos

A Supervisão clínica é um instrumento de integração e qualificação das equipes que trabalham em serviços de saúde. No CUIDA é realizada desde o início do serviço pela Dra. Neliana B. Figlie, possibilitando aos profissionais uma reflexão do cotidiano, que por muitas vezes é imbuído de cronologia, sentimentos… que impedem uma visão mais ampla. Com a supervisão podemos perceber caminhos que podem ser utilizados contribuindo para a melhoria da qualidade das ações de promoção e tratamento. Sem esta supervisão existente há 07 anos, tenho certeza, de que não teríamos alcançado tanto êxito nos casos atendidos, e que não haveria este aprendizado que enriquece crianças, adolescentes, familiares e profissionais”.
Elizabete, assistente social, coordenadora do Projeto CUIDA

“Em conjunto com uma equipe comprometida na cidade de Joinville-SC, a Dra. Neliana vem contribuindo de forma importante, para a concretização de um projeto belíssimo, chamado de Jovens de Atitude. Sinto-me honrado em ter conhecido a Dra. Neliana e poder contar com seu vasto conhecimento no campo da prevenção de álcool, tabaco e outras drogas.”
Felipe Hansen, 29 anos, Industrial, – Projeto Jovens de Atitude – Joinville/SC.

“Conhecer e conviver um pouquinho com a Dra. Neliana, em algumas jornadas de trabalho, sempre buscando conscientizar professores e crianças para a importância da prevenção ao uso de álcool e drogas, tem sido uma experiência enriquecedora. Realmente estimulante, para quem é leigo no assunto. Obrigado pela sua contribuição”.
Julio Franco, 40 anos, jornalista – Projeto Jovens de Atitude – Joinville/SC.

“Me sinto privilegiada por conhecer uma pessoa tão meiga, simples e detentora de tanto conhecimento como a Drª Neliana. Considero inestimável a sua contribuição para a sociedade e lhe agradeço muito por me proporcionar a oportunidade de aprender e fazer parte de um projeto que atua diretamente na prevenção ao uso abusivo de álcool, tabaco e outras drogas. Que bom que você faz a diferença.”
Roseli Nabozny, 41, Projeto Jovens de Atitude – Joinville/SC.

“Poder conhecer seu trabalho em alguns congressos que participei sempre foi para mim uma experiência enriquecedora.
Conhecê-la profissionalmente e ter a honra de ser supervisionada por você num projeto que muito me orgulha, é gratificante.
Muito obrigada por dividir conosco um pouco de sua experiência profissional.”
Lisa, 43, Terapeuta Ocupacional – Projeto Jovens de Atitude- Joinville/SC.

Olha é complicado falar da Neliana, a história dela com o Jd. Ângela por exemplo. Creio que já vai para uns 12 anos. E ela sempre acreditou que a comunidade e a universidade poderiam fazer a diferença juntos. Sempre procurou motivar e incentivar as pessoas, colaboradores, familiares e pacientes que de alguma forma tiveram o privilégio de conviver com a mesma no dia a dia. Acreditou na parceria com uma ONG no Jd. Ângela que engatinhava na área de dependência quimíca e investiu seus esforços, energia, determinação, conhecimentos, na prática do bem sem idealizar retorno algum para si ou para a academia. Muitos podem falar: “Ah! É uma gotinha num universo complicado!” Pode até ser, mas como diz o Pe. Jaime quando parafraseando, lembra-nos de Gandhi: “É melhor acender um palito de fósforo do que amaldiçoar a escuridão”.
Por conta do meu vínculo na UCAD/Moradia Assistida, que em 2003 incorporou a ideia de CAPSad, não pude frequentar e acompanhar o CUIDA de perto no seu dia a dia. Mas nunca duvidei de que esta proposta faria a diferença na vida de crianças que convivem com familiares usuários de substâncias psicoativas. A confraternização de final de ano no CUIDA era algo contagiante, ver colaboradores, a população atendida e a própria Neliana em comunhão com o projeto, comemorando mais um ano que se findava.
Em 2005 tivemos inúmeros abalos nos projetos sociais da citada ONG, mas a vontade de trabalhar em benefício do próximo prevaleceu. Não “caímos”, pelo contrário, acredito que o atendimento na área da dependência quimíca ficou mais forte ainda. Continuamos com muitas pedras no percurso, mas quando sai da entidade em 2009, saí com o coração partido, mas na certeza que a luta valeu a pena. E espero que a missão do CUIDA siga firme e forte. Eu acho fundamental , termos fé e esperança num amanhã melhor, mas fé sem caridade é uma fé vazia. Não vislumbro um ideal a ser conquistado sem ambas. E acredito que a Neliana também.
Sérgio Luís Ferreira, Ex-Psicólogo-Coordenador da UCAD/Moradia Assistida/CAPSad Jd. Ângela