Home » Blog » Escala de Disposição para usuários nocivos de bebidas alcoólicas

Escala de Disposição para usuários nocivos de bebidas alcoólicas

Um método rápido para avaliar a prontidão para mudança era necessário para um grande estudo de triagem e intervenção breve de álcool na Inglaterra. Para tanto, a Régua de Prontidão (Escala de Disposição no português) foi validada em uma amostra de estudantes universitários do sexo masculino nos EUA e adaptada e aplicada a uma amostra de bebedores excessivos em uma clínica geral localizada em uma área carente da Inglaterra.
Métodos: 72 participantes identificados como bebedores excessivos por profissionais de saúde preencheram uma Régua de Prontidão de item único, o Questionário de Prontidão para Mudança de 12 itens (RCQ) e o questionário AUDIT.
Resultados: Em termos de validade concorrente, as relações entre o Readiness Ruler, e qualquer estágio de e mudança ou uma pontuação dimensional derivada do RCQ, foram altamente significativas, mas mais fracas do que o esperado. Os pacientes que endossaram a “manutenção” na Régua de Prontidão foram excluídos da análise e com isso os resultados foram consideravelmente fortalecidos por razões que são discutidas neste artigo. Com base nisso e com outra pequena alteração, foi desenvolvida uma Régua de Prontidão final.
Conclusão: Se a validade da Régua de Prontidão for confirmada em pesquisas subsequentes, uma maneira rápida e simples de medir a prontidão para mudança estará disponível para pesquisa ou trabalho clínico com usuários nocivos de bebidas alcoolicas.
Referência:
Heather, N., Smailes, D., & Cassidy, P. (2008). Development of a Readiness Ruler for use with alcohol brief interventions. Drug and Alcohol Dependence, 98, 235-240.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

16 + seis =